Resenha - Do Jeito que Você Gosta | William Shakespeare

“O mundo inteiro é um palco, e todos, homens e mulheres, atores e nada mais: eles têm suas entradas e saídas, e um homem, em seu tempo, interpreta muitos papéis, sete atos, sete idades.” 

A frase acima é uma das mais famosas de William Shakespeare, retirada da peça Do jeito que você gosta. O texto estava há tempos sem uma nova tradução brasileira, até que a Cia. Elevador de Teatro Panorâmico se propôs a encená-lo. O resultado: um trabalho primoroso, indicado ao Prêmio Shell, e que agora ganha edição pelas mãos da Balão Editorial. 

Na comédia, Rosalinda — a maior e mais complexa personagem mulher shakespeariana, segundo Harold Bloom — e sua prima Célia são banidas por Duque Frederico, pai de Célia, e vão viver no exílio, disfarçadas de rapazes. Entretanto, Orlando, o amado de Rosalinda, e o pai dela, Duque Sênior, irmão de Frederico, estão escondidos na mesma floresta, após também terem sido banidos pelo Duque. Os dois não sabem que aquele rapaz, chamado Ganimedes, é, na verdade, o disfarce dela. Enquanto ela não pode se revelar, começa a atrair a atenção de outras mulheres... Tudo isso numa trama repleta de personagens marcantes e de situações cômicas, as quais o bardo Shakespeare elaborou para ser “do jeito que você gosta”.

"William Shakespeare (Stratford-upon-Avon, 23 de abril de 1564 — Stratford-upon-Avon, 23 de abril de 1616)1 foi um poeta e dramaturgo inglês, tido como o maior escritor do idioma inglês e o mais influente dramaturgo do mundo. É chamado frequentemente de poeta nacional da Inglaterra e de "Bardo do Avon" (ou simplesmente The Bard, "O Bardo"). De suas obras restaram até os dias de hoje 38 peças, 154 sonetos, dois longos poemas narrativos, e diversos outros poemas. 

Suas peças foram traduzidas para os principais idiomas do mundo, e são encenadas mais do que as de qualquer outro dramaturgo. Muitos de seus textos e temas, especialmente os do teatro, permaneceram vivos até aos nossos dias, sendo revisitados com frequência pelo teatro, televisão, cinema e literatura. Entre suas obras mais conhecidas estão Romeu e Julieta, que se tornou a história de amor por excelência, e Hamlet, que possui uma das frases mais conhecidas da língua inglesa: To be or not to be: that's the question (Ser ou não ser, eis a questão).

Shakespeare nasceu e foi criado em Stratford-upon-Avon. Aos 18 anos, segundo alguns estudiosos, casou-se com Anne Hathaway, que lhe concedeu três filhos: Susanna, e os gêmeos Hamnet e Judith. Entre 1585 e 1592 William começou uma carreira bem-sucedida em Londres como ator, escritor e um dos proprietários da companhia de teatro chamada Lord Chamberlain's Men, mais tarde conhecida como King's Men. Acredita-se que ele tenha retornado a Stratford em torno de 1613, morrendo três anos depois. Restaram poucos registros da vida privada de Shakespeare, e existem muitas especulações sobre assuntos como a sua aparência física, sexualidade, crenças religiosas, e se algumas das obras que lhe são atribuídas teriam sido escritas por outros autores." Fonte Wikipédia

William Shakespeare apesar de ter sido um homem de uma escrita um tanto complexa - que se deu por conta da época e com as mudanças na ortografia até o presente momento -, ele consegue trazer o romantismo à tona, a que nos seja permitido viajar em seus livro e acreditar em que, de fato, exista um príncipe encantado, ou até mesmo voltar a sonhar com o romantismo à moda antiga, o que a cada dia que passa se torna ainda mais raro.

"Do Jeito que Você Gosta" se trata de uma comédia pouco reconhecida pelo público, que foi escrita por um grande dramaturgo, ou seja, repleta de romances e situações muito bem desenvolvidas. Umas obra excepcional, recomendada, inclusive, na implantação nas escolas como leitura obrigatória no ensino médio.

Um comentário:

O que você achou da postagem?