Prêmio Barco a Vapor de Literatura acontece no dia 31 de outubro em São Paulo

Evento, que será conduzido pela atriz Maria Ribeiro, marcará o lançamento das obras vencedoras de 2017 e 2016 e contará com roda de conversa sobre temas ligados à educação
          No próximo dia 31 de outubro (terça-feira), acontece a cerimônia do Prêmio Barco a Vapor de Literatura Infantil e Juvenil, criado pela Fundação SM, no Teatro Viradalata, em Perdizes. O evento, que começa às 19h, será conduzido pela atriz Maria Ribeiro.
Na ocasião, as obras O Cometa É Um Sol Que Não Deu Certo (vencedora do Prêmio deste ano), do pernambucano Tadeu Sarmento, e Deslumbres e Assombros de Uma Jornada Fabulosa (vencedora de 2016), do carioca Lucas Carvalho, serão oficialmente lançadas. Também os finalistas do prêmio deste ano serão homenageados. São eles: Angela Maria Cardoso Lago, Yuri Pires Rodrigues, Clarisse Goldberg, Glaucia Costa Lewicki, Gabriel Amaral, Ismael Caneppele, Guilherme Semionato Silva Alves, Tadeu de Melo Sarmento, Clovis Levi Silva e Simone Ribinski da Costa Mattos.

         O evento terá início com um coquetel seguido de mesa de autógrafos com os vencedores do Prêmio Barco a Vapor de 2017 e 2016. Depois, acontecerá a cerimônia em que os convidados poderão conhecer mais sobre os projetos da SM, como o projeto Myra. Na sequência, a atriz Maria Ribeiro irá intermediar roda de conversa sobre temas relacionados à educação, como censura de temas dentro da escola e reprodução de obras para o cinema, entre outros. O bate-papo contará com a presença da Pilar Lacerda, diretora da Fundação SM.
A premiação, que existe no Brasil desde 2005, também ocorre em outros oito países como Espanha, México, República Dominicana, Peru, Porto Rico, Chile, Colômbia e Argentina. O autor vencedor, além de ter seu original publicado na coleção Barco a Vapor, recebe um adiantamento de R$ 40 mil no que se refere aos direitos autorais. A análise das obras é feita por dois júris formados de profissionais e especialistas em literatura. Apenas um original é selecionado, independentemente da categoria, se infantil ou juvenil.  

Prêmio Barco a VaporData: 31 de outubro (terça-feira)
Horário: a partir das 19h
Local: Teatro Viradalata
Endereço: Rua Apinajés, 1387 - Sumaré

História do Prêmio Barco a Vapor
    Criado pela Fundação SM, o Prêmio Barco a Vapor surgiu na Espanha, em 1978, com a missão de ampliar o número de autores e a relevância da literatura infantil e juvenil. No país espanhol, uma informação curiosa é que a premiação, que recebe intenso apoio do governo e de ações de voluntários, é feita pela própria rainha Letícia, acompanhada de Cristina Cifuentes, presidente da Comunidade de Madri, e do Secretário de Estado da Educação, Formação Profissional e Universidades, Marcial Marín Hellín.

"O Prêmio Barco a Vapor estabelece uma ponte entre autores e leitores, ao valorizar e assegurar a publicação de obras inéditas da literatura infantojuvenil. Para a Fundação SM, o Prêmio configura uma oportunidade de fomento à leitura e à produção literária, um dos pilares de nossa atuação global" 
Pilar Lacerda, Diretora da Fundação SM Brasil

Mais informações:

Sobre a Fundação SM
A Fundação SM é uma instituição sem fins lucrativos, que tem a missão de contribuir para o desenvolvimento integral das pessoas por meio da educação. Suas ações são norteadas por quatro pilares: Formação e valorização dos professores; Fomento à leitura e à produção literária; Apoio a projetos socioeducativos e Apoio à pesquisa educacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou da postagem?