Resenha - O Mago | Fernando Morais

                 Paulo Coelho de Souza, ou somente Paulo Coelho - como é conhecido -, nasceu em 24 de agosto de 1947, atualmente com sessenta e oito anos. Veio de uma família de classe média alta. Na infância estudou no Colégio Santo Inácio em Botafogo - quando o Rio de Janeiro ainda era a capital do Brasil.

Lá ele participava de concursos de poesias e teatro (pondo em prática sua paixão pela escrita), além disso tinha seus diários e os guardava. Futuramente acabou pedindo ao Menino Jesus de Praga que o ajudasse a realizar seu sonho de ser internacionalmente conhecido e respeitado pela sua profissão. 

Quando seus pais perguntavam o que ele queria ser quando crescesse, dizia: "escritor". Brigavam sempre que entravam nesse assunto. O pai sonhava que seu filho fosse engenheiro; já a mãe sempre o desestimulava por completo. Após discussões com os pais, ainda quando adolescente, chegou a ser internado algumas vezes em uma clínica de repouso - onde foi tratado por psicólogos - com um quadro de raiva e depressão.

Sua fama, na verdade, veio após seus quarenta anos. Ele foi eleito para a Academia Brasileira de Letras; é o escritor mais lido no mundo e, o único ainda em vida que foi traduzido mais vezes que Shakespeare, em 66 idiomas; compôs canções de sucesso com Raul Seixas - segundo ele foram as mais fáceis de serem compostas que renderam maior sucesso. Porém, se não fosse pela misericórdia e permissão de Deus nada disso teria acontecido, já que ele nasceu morto.

"Em prantos, os pais pediram a presença de alguém que pudesse dar a extrema-unção ao natimorto. À falta de um padre, localizou-se uma freira do próprio hospital para o sacramento final, até que ao choro dos pais somou-se um gemido, quase um miado: era ele, o menino, que estava bem vivo. Em estado de coma profundo, mas vivo. Nascer tinha sido o primeiro desafio imposto pelo destino àquele garotinho, e ele sobrevivera."

           Nesta obra Fernando Morais utilizou os diários e quatrocentas horas de entrevista como sua fonte de informações, no entanto, questionou determinados acontecimentos a serem postos no livros e expostos para todo o mundo. Antes de Paulo Coelho ser o que conhecemos, foi preso na época da ditadura militar, participou de orgias, fez pacto com o diabo, desafiou o suicídio entre outros. Uma biografia ímpar, muito bem escrita.

Sobre o Autor

           Fernando Morais nasceu no ano de 1946, em Mariana, uma cidade mineira tipicamente colonial. Era mal aluno, nunca aprendeu a fazer contas, mas gostava de língua portuguesas e história. O amor pelo texto e pela investigação o fez iniciar aos 14 anos a carreira no jornalismo. Nessa época ele servia café e fazia serviços de mensageiro entre a redação de uma pequena revista e a gráfica. Um dia, foi chamado para substituir um repórter que havia faltado. Escreveu um artigo e nunca mais parou. Passou pelas redações mais importantes do Brasil (Jornal da Tarde, Folha de São Paulo, Veja, TV Cultura), recebeu três Prêmios Esso e quatro Prêmios Abril de Jornalismo. Militante da luta contra a ditadura na juventude, foi deputado estadual, secretário da Cultura e da Educação do Estado de São Paulo, mas escolheu dedicar-se definitivamente à paixão pela literatura. Seus livros já venderam mais de três milhões de exemplares em vinte países.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou da postagem?