Resenha - Uma Longa Jornada | Nicholas Sparks

       Ira Levinson é um judeu de 91 anos que não conta com nenhum parente ainda vivo e tem sérios problemas de saúde. Se lamenta dia após dia, a nove anos, pela perda de sua amada esposa Ruth. Certo dia ele sofre um grave acidente: o carro que ele está encontra-se em um barranco íngreme, a neve caía sem parar e o desespero ia aumentando enquanto ele tentava se manter acordado.

Sua cabeça sangrava, foi quando - de repente - Ruth surgiu diante de seus olhos. Não como um fantasma, mas como uma pessoa em carne e osso, tão real que Ira podia até sentir seu doce perfume. A partir desse acontecimento tudo voltou à tona: como eles se conheceram, primeiro beijo, casamento, a arte, Segunda Guerra Mundial - e como ela afetou sua família - entre outros.

"Gostaria de ter talento para pintar o que sinto por você, porque minhas palavras sempre parecem inadequadas. Imagino usar vermelho para sua paixão e azul-claro para sua bondade; verde-floresta para refletir a profundidade de nossa empatia e amarelo-vivo para nosso persistente otimismo. E ainda me pergunto: a paleta de um artista pode captar tudo que você significa para mim?"


Em outro momento conhecemos Sophia Danko - Uma jovem que foi assediada pelo ex-namorado Braian em um rodeio, no entanto, é salva por um caubói chamado Luke Collins. Ela é estudante de história da arte na Carolina do Norte, ele é um caubói que ajuda sua mãe nos afazeres da fazenda onde moram. Com o passar dos dias ambos começam a se apaixonar, com isso Luke começa a repensar um sua vida e Sophie descobre um mundo no qual nunca estivera antes.

"Viver ou morrer... Respirou fundo. As mãos ainda estavam boas. Ele estava tão pronto quanto algum dia estaria. Abrindo a porta, pisou na terra dura e olhou para cima, na direção do céu escuro. Viver ou morrer. Era a isso que tudo se resumia. Preparando-se para a caminhada até a arena, perguntou-se o que aconteceria."

Mas o que Ira, Ruth, Luke e Sophia têm em comum além do amor que sentem um pelo outro? Nesse romance Nicholas Sparks nos mostra que independente da geração, o amor será sempre imbatível. E quando pensamos que Nicholas Sparks não pode mais nos surpreender é aí que nos enganamos, pois esse romance vai deixar o leitor incrivelmente encantado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou da postagem?