Resenha - Almanova | Jodi Meadows

Trilogia Incarnate - Livro 1 


ALMANOVA Ana é nova. Por milhares de anos, no Range, milhões de almas vêm reencarnando, num ciclo infinito, para preservar memórias e experiências de vidas passadas. Entretanto, quando Ana nasceu, outra alma simplesmente desapareceu... e ninguém sabe por quê. SEM-ALMA A própria mãe de Ana pensa que a filha é uma sem-alma, um aviso de que o pior está a caminho, por isso decidiu afastá-la da sociedade. 

Para fugir deste terrível isolamento e descobrir se ela mesma reencarnará, Ana viaja para a cidade de Heart, mas os cidadãos de lá temem sua presença. Então, quando dragões e sílfides resolvem atacar a cidade, a culpa deverá recair sobre... HEART Sam acredita que a alma nova de Ana é boa e valiosa. Ele, então, decide defendê-la, e um sentimento parece que vai explodir. Mas será que poderá amar alguém que viverá apenas uma vez? E será também que os inimigos – humanos ou nem tanto  de Ana os deixarão viver essa paixão em paz? Ana precisa desvendar grandes segredos: O que provocou tal erro? Por que ela recebeu a alma de outra pessoa? Poderá essa busca abalar a paz em Heart e acabar por destruir a certeza da reencarnação para todos? 

“Incarnate tem algo de estranho e intrigante. Algo novo. Não dá vontade de parar. Precisamos, e como, saber como será o desfecho disso tudo.” Robin McKinley 

“Ao mesmo tempo lírico e provocador. Incarnate é aquele tipo de livro que nunca nos abandona. Eu amei!!!” Rachel Hawkins 

“Uma palavra: IMPRESSIONANTE! Quer mais palavras? Vai nutrir sua alma e mexer com a sua cabeça!” Jeri Smith


"Quando tudo estava quieto, com apenas uma brisa e os pássaros noturnos cantando músicas de ninar, rastejei até a trilha. Por mais que quisesse correr, me obriguei a parar e prestar atenção em cada um dos poucos passos."

Uma obra repleta de alto, altíssimos, baixos e medianos. A personagem principal, Ana, é diferente: uma jovem de alma nova, ou seja, não é fruto de uma reencarnação, como os demais. Sendo que ela está sofrendo - e vivendo, e aprendendo - as consequências desse fato. O que havia acontecido anteriormente é que ela perdera sua alma após a morte, e desta vez, veio disposta a mudar tudo, e descobrir o que há de errado com ela, já que não era para ser assim.

Todos ignoravam, a tratavam mal e ela não sabia o motivo, só desconfiava, mas com o passar do tempo foi conseguindo montar o quebra-cabeça, entretanto, havia apenas uma pessoa com quem ela podia confiar, alguém que a admirasse, e acreditasse em sua pureza de alma, sendo capaz de defendê-la - até que isso custasse a morte definitiva de ambos. 

De fato esta é uma obra que me surpreendeu bastante, porque até mesmo antes de pega-la para ler imaginei que fosse clichê, assim como as demais estórias que estão surgindo, mas, #sóquenão. Pois é!, Jodi tem uma característica única de deixar o leitor com água na boca e ir degustando página após página e, por fim, terminar de ler em uma madrugada. 

"Quantas almasnovas nasceram nos últimos dezoito anos? - A voz de Sam era fria como gelo. - Ela é a única. A lei foi feita contra ela. Na melhor das hipóteses, é hostil, e, na pior, é uma sentença de morte, sobretudo, por não sabermos se ela reencarnará. E acredito que haja outra lei a respeito disso."

Em determinado momento algo estranho acontece com Ana e Sam, algo não planejado, mas que já era esperado: os dois se apaixonam. Só que ambos não poderão renascer, e esse amor um dia vai acabar, mas será que há algum motivo que os faça serem eternos, ou que seja capaz de prolongar, ou renascer, esse sentimento? Um livro na dose certa. Amor, mistério, fantasia, e muita, mas muita esperança de que tudo dê certo. Estou ansiosa pelo segundo volume.

"-Você sempre terá a opção de decidir por si mesma quem você é e o que se tornará."

Um comentário:

  1. Olá Wanessa,

    Gostei muito da sua resenha, mas o livro não faz o meu estilo de leitura e também achei a capa bem fraquinha...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

O que você achou da postagem?