Resenha - Pela Luz dos Olhos Seus | Janine Boissard

Laura Vincent cresceu entre o mar e as macieiras da Normandia. Passou a adolescência à sombra da irmã mais velha. Agathe – a bela – era admirada e disputada por todos os garotos da cidade; Laura – a pequena – passava as noites em casa, lendo romances. Mas o destino preparou uma surpresa para Laura. Trabalhando como assessora de imprensa de músicos, ela recebe, no dia seguinte ao seu aniversário de 26 anos, a visita do agente de um dos tenores mais famosos do mundo. Ela é requisitada para ser guia dele e seu chefe não deixa margem para discussão.

Rico e bem-sucedido, Claudio Roman viaja pelo mundo emocionando plateias com sua voz. Fã de banquetes, bebedeiras e belas mulheres, ele parece ter tudo o que quer, porém seu comportamento esconde a amargura de nunca poder interpretar Alfredo, em La Traviata, por causa de um ataque criminoso que lhe custou a visão.

Laura está preparada para lidar com um homem difícil e arrogante, mas, assim que ouve Claudio cantar pela primeira vez, ele toca seu coração. Aos poucos, mais do que sua guia, ela se torna também a confidente das noites sombrias de angústia. Como ela nunca lhe pede nada em troca de seu apoio, Claudio promete lhe dar qualquer coisa. No momento certo, ela cobra a promessa: quer que o cantor se submeta a um transplante de córnea capaz de lhe restituir a visão de um dos olhos.

Apaixonada e convencida de que Claudio não precisará mais dela quando voltar a enxergar, Laura vai embora sem se despedir e sem dar a ele a oportunidade de vê-la. Será que Claudio saberá lidar com essa decisão? Ou ele vai enfim perceber que sempre lhe faltou o alimento mais essencial à vida: o amor?

"Ele sabia! Sabia que eu mentira e me recebia assim mesmo! A gratidão explodiu em meu peito e contei tudo: meu trabalho junto ao cantor, nossas viagens, todas aquelas noites em que ele irrompia no meu quarto para gritar por socorro, seu medo, seu desespero. E, no dia anterior, o ataque de fúria ao escutar Alfredo em La Traviata. Quando Claudio saíra, vestido precariamente, o pescoço exposto, em seu jardim congelando, era uma forma de suicídio, eu tinha certeza. Matar a voz. Matar-se."

Uma obra encantadoramente poética e com um ar mais refinado que açúcar de confeiteiro. A Janine criou espetaculares cenários, com direito a uma dose carregada de lumière sur lumière, encontrado especialmente nos barzinhos da França. Ótima - e real - personalidade de personagens, desde as características às falaz. Um diálogo atual, ora requintado. Todo o livro me passou uma imagem a mais de riqueza e simplicidade, uma combinação que não é qualquer um que tira de letra tamanha perfeição. 


Sobre a Autora
Janine Boissard é uma romancista francesa. Aos treze anos de idade já sabia que seria autora, mas seu primeiro romance foi publicado quando ela tinha vinte anos. Tem publicado mais de quarenta romances em francês, também escrevendo sob o nome de casada, Janine Oriano. 



Um comentário:

  1. I do not know if it's just me or if everybody else experiencing issues with your website.

    It appears as though some of the text on your
    posts are running off the screen. Can somebody else please provide feedback and let me know if this is
    happening to them too? This might be a problem with my web browser because I've had this happen previously.
    Many thanks

    Also visit my website - vampire caf ()

    ResponderExcluir

O que você achou da postagem?