Resenha - Trono de Vidro - Vol.1 | Sarah J. Maas

Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier por seus crimes, Celaena Sardothien, 18 anos, é arrastada diante do príncipe. Príncipe Dorian lhe oferece a liberdade sob uma condição: ela deve atuar como seu campeão em um concurso para encontrar o novo assassino real. Seus adversários são ladrões e assassinos, guerreiros de todo o império, cada um patrocinado por um membro do conselho do rei. Se ela vencer seus adversários em uma série de etapas eliminatórias servirá no reino durante três anos e em seguida terá sua liberdade concedida.

 
Celaena acha suas sessões de treinamento com o capitão da guarda Westfall desafiadoras e exaustivas. Mas ela está entediada com a vida da corte. As coisas ficam um pouco mais interessantes quando o príncipe começa a mostrar interesse por ela... Mas é o rude capitão Westfall que parece entendê-la melhor.
 
Então um dos outros concorrentes aparece morto rapidamente seguido por outros... Pode Celaena descobrir quem é o assassino antes que ela se torne a nova vítima? A medida que a investigação da jovem assassina se desenrola a busca por respostas a leva descobrir um destino maior do que ela jamais poderia ter imaginado.
"Dorian sentiu uma vontade repentina de beijá-la, forte, na boca. Mas aquilo, o que sentia, jamais poderia ser real. Porque assim que o baile terminasse, Celaena voltaria a ser uma assassina, e ele ainda seria um príncipe."

A primeira vez que ouvi falar da obra foi justamente na bienal do livro que aconteceu esse ano no Rio de Janeiro, em um encontro de blogueiros promovido pelo marketing da editora. Recebemos alguns mimos e, claro, esse fantástico livro, que até então eu não sabia que era uma série. Em meio a muito papo, descobri que muitos leitores esperavam ansiosamente por ele, e ao ler, eu consegui entender o por quê de tanta euforia. Sim, a capa é linda. Sim, ele foi muito bem escrito e, sim, espero ansiosamente para ler o segundo livro da série.

Chega a ser engraçado nos dias de hoje ver que muitas pessoas que antes se diziam altamente "seletivas" porque liam apenas livro clássicos tanto nacionais quanto estrangeiros, e no máximo livros técnicos. Essas mesmas pessoas hoje em dia migraram para a literatura juvenil. Livros de drama, romance, fantasia, suspense, entre outros acabaram atingindo a grande massa intelectual. Agora percebemos que a união, sim, faz a força. Indicações são sempre bem-vindas, por isso que estas pessoas mudaram a maneira na qual enxergavam estas obras.

Trono de Vidro se encaixa perfeitamente no quesito "busca por uma literatura atual ideal", uma vez que a personagem principal é uma jovem independente que a todo tempo está lutando para conquistar sua tão almejada liberdade, mas para isso precisa servir um rei egoísta e que ela odeia. Sua personalidade forte faz com que ele tenha garra e perseverança para alcançar seus objetivos. Um livro que consegue mesclar claramente a realidade com a fantasia e, mais que isso, mostra que mulheres de verdade ainda existem, que não dão o braço a torcer e que não se deixa levar por ordens masculinas. Ela se impõe. Tudo na medida certa, levando o leitor a perder noites de sono para descobrir o desfecho desta grande obra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou da postagem?