Resenha - O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares - Vol.1 | Ransom Riggs

Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que pareça – ainda podem estar vivas. 

No meu primeiro contato com o livro, imaginei que fosse mais uma estória de terror, ou, pelo menos, macabra o suficiente a ponto de assustar criancinhas inocentes que vivem em um orfanato. Ao me deparar com o título, automaticamente veio o vídeo da "Irmã Selma - Terça Insana", não pude controlar a risada involuntária no momento, mas logo retomei ao foco. Mas não é bem a isso que somos apresentados no decorrer da narrativa. Jamais julgue um livro pela capa, sério! Se bem que, não seria nada mal se julgássemos o livro por essa capa maravilhosa. Mas finalmente tenho que admitir, ele não precisa disso. 

Pois bem, logo no início somos apresentados a Jacob Portman, um guardião de memórias, que recorda das intermináveis histórias bastante peculiares que foram contadas por seu avô, sobre a época em que vivia em um orfanato. Abraham Portman, deixou sua cidade natal enquanto ainda jovem, deixando todos os seus familiares para trás, decidiu viver sua própria vida, mas para isso foi preciso buscar a independência. Como nada é um mar de rosas, durante sua trajetória teve de enfrentar, nada mais, nada menos, que a Segunda Guerra Mundial, fazendo com que, futuramente, sua família se orgulhasse e criasse uma verdadeira fantasia, transformando-o em um verdadeiro Herói.

"Eu costumava sonhar em fugir da minha vida comum, mas minha vida nunca havia sido comum. Simplesmente não conseguia notar como ela era extraordinária. Da mesma forma, nunca imaginei que a minha casa poderia ser algo de que eu sentisse falta, mas quando estávamos carregando nossos barcos ao amanhecer, à beira de um grande abismo de Antes e Depois, pensei em tudo o que estava prestes a deixar para trás: meus pais, minha cidade, meu melhor e único amigo." Pág. 331

O que eu pensava a respeito do Orfanato da Srta. Peregrine, antes que, de fato, pudesse adentrar a estória? Bom, garanto que não eram das melhores impressões, tendo em vista a capa com o ar mal-assombrado (que ninguém pode negar). Porém, estava muito enganada. Para o Sr. Portman, aquele não era apenas um lar, e sim um mundo mágico, onde até mesmo lhe era permitido ser usado como refúgio contra monstros ou tudo mais que pudesse o assustar. Lá pessoas possuem poderes de levitar, ser invisível e transformar coisas e pessoas. 

"- Que tipos de monstros? - eu perguntava, com os olhos arregalado. Isso se transformou numa espécie de brincadeira entre nós. - Daqueles terríveis e corcundas, com pele podre e olhos negros - respondia ele. - E caminhavam assim! - Então ele vinha para cima de mim com passos pesados e meio trôpegos, como um antigo monstro de cinema, até eu começar a correr, rindo." Pág. 9


Entretanto, Jacob começou a desconfiar de toda aquela história que fora contada por seu avô,  todos aqueles quadros com as fotografias antigas não eram como antes, com o passar do tempo aqueles quadros tinham sido modificados, e isso era no mínimo estranho. Os traços, as mudanças, haviam sido manipuladas de uma forma exagerada, perdia-se sua forma original, deixando-as  demasiadamente amadoras e forçadas.

Certo dia, após uma ligação aflita de seu avô, que dizia que os monstros teriam voltado e estavam o perseguindo, ele achou que o velhinho estava surtando, mas ao chegar na casa, já era tarde. Eis que Jacob se depara com seu avô, morto, supostamente pelo monstro, o qual sempre reclamava. Mas que monstro seria esse? O garoto vai até o fim na jornada pela descoberta de sua verdadeira história. Agora ele voltou a acreditar como nunca na história que seu avô contava. Queria detalhes, estava determinado a descobrir os 'por quês' de tanto mistério. Haja o que houver, aconteça o que acontecer, mas o seu avô merece um fim digno, digno de um Herói, que ele sempre foi e sempre será. Uma estória só chega ao fim quando perde-se a imaginação. Nesse caso, aposto na eternidade. 

Sobre o Autor

"Eu cresci na Flórida, entrou no Kenyon College em Ohio, em seguida, a escola de cinema na USC em Los Angeles, onde ainda vive. Eu escrevo livros e roteiros, blog diariamente para mentalfloss.com, e fazer curtas-metragens. Início senhorita Peregrine para Crianças Peculiar é a minha primeira novela. Eu estou realmente animado sobre ele - foi desafiador e gratificante e espero que as pessoas como ele. Se você ler isso e como as fotografias encontradas na mesma, você poderia estar interessado em um livro composto inteiramente de fotografias encontradas que eu tenho que saem a partir de janeiro 2012 HarperCollins. É chamado Falando Pictures. Você pode encontrar cenas inéditas, fazendo uma busca por "imagens mentais fio falantes" (eu incluído uma série de imagens em blogs lá) e eu fiz um book trailer meio-sorta para ele, que está na minha página do YouTube." 

10 comentários:

  1. Muito instigante essa história, fiquei curiosa!

    Beijos, Lila
    http://beautyecia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Vou ser sincera: adoro essa capa e adorei as ilustrações dentro do livro. Também gostei muito da sinopse e das resenhas que já li do livro. Considerando tudo isso, já é meio caminho andado, quero dizer, é um livro que eu leria sem pensar duas vezes. Gosto desse ar bizarro que ele transmite, mesmo sem ter a certeza de que fosse realmente curtir a narrativa. É um bom título para se incluir na wishlist.

    Bj, Livro Lab

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de ler, Aline! Sem dúvidas vai gostar da escrita do Riggs!

      Abraço

      Excluir
  3. Oi, como está?
    Quero muito esse livro! Amei desde que vi a capa e o título,
    a história parece muito boa também!
    Adorei a resenha!
    Tem post novo no blog,
    passa lá e confere!

    endless-poem.blogspot.com.br

    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha, Wan!
    Muito boa mesmo!!!

    Mas acho que não leria, muito mistério, fico nervoso.. rsrs

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Tô lendo esse livro! Quando eu terminar eu venho aqui comentar a resenha! HAHA Quero que tudo seja surpresa! :P

    Gabriel Costa - www.musicatvetc.com

    ResponderExcluir
  6. Estou lendo esse livro e me apaixonando. É estranho e maravilhoso ao mesmo tempo. Parabéns pela resenha, Wanessa!! Muito boa mesmo. Beijos.

    ResponderExcluir

O que você achou da postagem?