Resenha - A Idade do Sangue | Julianna Costa

Em A Idade do Sangue, podemos acompanhar a jornada de vampiros antigos, monstros sedutores. A jornada de recém transformados, como nossa personagem principal - que de forma alguma se encaixa no papel de heroína - e das pessoas que convivem com tais seres. Trazendo a tona uma lente psicológica e com um nível maravilhoso de verossimilhança a uma série de acontecimentos, que são nada além de naturais, se você considerar possível a existência do fantástico e do maravilhoso. Partindo dessa nova premissa - passando por uma filosofia Dostoévicista e bebendo de fontes profundas como a literatura de Saramago e jovens como J. K. Rowling - Ju Costa constrói um livro mais cativante e inspirador a cada página e deixa um gostinho ferroso de quero mais ao final de cada capítulo.

Em Agnus Dei, o primeiro livro da série Idade do Sangue, somos apresentados a Julie, uma jovem que leva a vida normal como qualquer outra de sua idade: trabalha regularmente, faz trabalho voluntário com frequência e, que tem um pequeno diferencial pois, é caseira e gosta de praticar rapel nas horas vagas. O contato com a natureza a faz se sentir bem.

Durante um dos seus compromissos fora atacada por um homem, o qual ela não fazia ideia de quem seria. Ele tenta matá-la e, consegue. Mas o que ninguém imaginava era que, ao longe, estava sendo vigiada por um vampiro, Maasi. Ele fora mandado, por ordens extremas, para protegê-la, mas como isso não foi possível, a única maneira de reverter esse quadro foi... transformá-la.
"O agressor não notou quando Maasi se aproximou com uma velocidade assustadora. Mas a garota sim. Com os olhos arregalados pela falta de oxigênio ela viu o homem que lhe atacava puxar uma faca e colocá-la frente ao seu pescoço, aliviando um pouco a força contra sua garganta. E viu também uma outra figura que simplesmente apareceu às costas de seu agressor." p.22
A jovem fora levada à Aset (uma espécie de Ordem Secreta que tem como papel acabar com os demônios e criaturas das sombras - há várias). Chegando lá ela fica sabendo de como a Ordem funciona e de quem se tratava o seu agressor - ele era de uma dessas organizações. Essa, por vez, se chamava-se Agnus Dei. Mas por quê fora atacada? Ela está sendo vista por eles como uma dessas criaturas, então de agora em diante precisa esquecer todo o seu passado e seguir em frente. Será treinada para liderar e matar. Quem diria, não? Grande evolução para uma menina bicho-do-mato certinha.
"Os corredores da Aset eram como Julie sempre imaginara que deveriam ser os corredores em mansões antigas de famílias ricas. Verdadeiras obras de arte iam enfeitando as paredes, como em um museu. Aqui e ali havia móveis que certamente deveriam ser verdadeiras antiguidades, e que serviam mais como decoração que como utensílios de propósitos diretos." p.83
Uma obra fantástica que envolve vampiros, paixões e mistérios de uma forma que você nunca viu. Esqueça os vampiros que brilham no sol e romances melosos. Essa é uma obra digna de ser o  flagship não só da editora como da autora. 

16 comentários:

  1. Não tinha visto nada sobre este livro ainda...
    Bom saber que tem algo diferente dos vampiros que aparecem pro todos os cantos...rs


    Beijos
    Ida
    http://livrosumvicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Assim que comecei a ler a resenha pensei "lá vem outro Crepúsculo", rs, mas não é bem um. Já fiquei com vontade de ler!

    Beijo,
    http://paraisodemenina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esta literatura, flor, mas achei interessante... abraços e linda semana.

    ResponderExcluir
  4. OLá Wanessa,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog, achei interessante...párabéns pela resenha....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Tem uma promo no ar lá no blog! Participa? :)
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
  6. Tem post novo lá no blog, com um video sobre DIY feito por mim, olhá lá: www.junhiimce.com

    Beijos, se for seguir, avisa que sigo de volta.
    Tem sorteio até dia 03/03.

    ResponderExcluir
  7. Que demais!
    Achei super interessante, adoro livros assim!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Tem post novo lá no blog, com um video sobre DIY feito por mim, olhá lá: www.junhiimce.com

    Beijos, se for seguir, avisa que sigo de volta.
    Tem sorteio até dia 03/03.

    ResponderExcluir
  9. Livro interessante...a estória me fez lembrar um filme sobre uma menininha que foi morta por um pedofilio porém seus restos mortais nunca foram encontrados...
    Beijos,
    paisdas-maravilhas

    ResponderExcluir
  10. uaau, não conhecia ainda. Adoro histórias assim, li todos da saga crepúsculo, mas vi que esse é mais intenso né? acho que vou gostar!
    bjs

    Coruja Essência

    ResponderExcluir
  11. Parece ser legal, mas eu não me interesso mt por histórias com vampiros, sei lá XD

    Adolecentro

    ResponderExcluir
  12. parece ser uma boa história, talvez eu dê uma chance para os vampiros ;-)

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Primeira vez que vejo sobre este livro, parece bem interessante, mas cansei um pouco de vampiros.
    bjoks

    ResponderExcluir
  14. ESSE LIVRO É MUITO BOM! SIM, EU JÁ LI. DIFERENTE E MUITO ORIGINAL!
    :D

    ResponderExcluir
  15. Nunca tinha lido sobre este livro antes, ótima resenha! Me deixou curiosa, vou tentar comprá-lo!

    ResponderExcluir

O que você achou da postagem?