Resenha - Almanaque das Drogas

Segundo o Aurélio, a palavra droga significa: "Qualquer substância capaz de alterar o funcionamento normal de um organismo." Se pararmos para pensar, o café faz isso, aquele santo remedinho para dor de cabeça também, além de outras substâncias tão comuns no uso diário e que não são chamadas de drogas. 

Para muitos o sinônimo de droga é  usado principalmente pelas autoridades, vem do grego narkotikos, que significa aquilo que adormece. Por outro lado algumas drogas aceleram o organismo. Afinal de contas, o que pode ser considerado droga? O jornalista Tarso Araujo reflete sobre o assunto e explica tudo: da classificação das substâncias entorpecentes até a organização de uma boca de fumo, dos efeitos físicos no usuário à sua relação econômica com a corrupção e o crime organizado. Almanaque das drogas é uma enciclopédia enxuta e ricamente ilustrada que vai responder todas as dúvidas sobre o assunto.

Nos últimos tempos, as drogas vêm se tornando um grande problema na vida de, não só adultos, como muitos adolescentes. Isso vem preocupando ainda mais os responsáveis pela reabilitação dos indivíduos e pela prevenção dos demais. 

A obra "Almanaque das Drogas" fala sobre o mundo das drogas de um modo geral, sendo assim, sanando muitas dúvidas que passam pela cabeça de inúmeras pessoas, as principais são: O que são as drogas? De onde elas vêm? Que efeitos podem ter? Como são usadas e controladas? 

Droga psicoativa, natural, lícita, estimulante. Para começar, você saberia o que é e como classificar um cafezinho?

A partir de aí, começa a busca por uma definição. Algumas naturais, sintéticas e outras, semissintéticas. Estimulantes. Depressoras. Perturbadoras! Lícitas, ilícitas... Controladas! Uso medicinal, recreativo e, Religioso! Proibidas... Anfetamina, Cationa, Cocaína e folhas de coca, Cadeína, Ecstasy, Heroína, Hidrocodona, LSD, Maconha, Mescalina, Metadona, Metanfetamina, Morfina - Não foi citado no livro, mas, a Morfina e o seu derivado, a Dolantina, são medicamentos utilizados para tratar de dores extremas. Ela pode ser dada ao paciente por via oral, subcutânea, intramuscular ou intravenosa. Já a epidural, transdérmica e intranasal são menos usadas. E, claro, as mesmas estão proibidas para uso indevido do medicamento - Óptio, Oxicodona, Psilocibina - também conhecido como 'cogumelos mágicos'. 

Abuso de drogas e, drogas de abuso. Para médicos, abusar é algo perigoso, para advogados, violar a lei. - Uma não classificação: leves e pesadas. Usuários, dependente e viciado! 

Com o decorrer da leitura, vamos conhecendo a real história sobre as drogas: O uso na Antiguidade à Idade Média; O renascimento e a globalização de psicoativos; A era moderna e sua novas drogas; O século 20, a proibição e o boom do consumismo.

Algumas curiosidades citadas no livro:
  • O uso das drogas psicoativas pelos humanos é mais antigo do que as primeiras civilizações
  • Plantas para falar com Deus
  • A relação entre o Cristianismo e as drogas

Seria isso possível???

  • Movimentos contra o consumo de álcool se multiplicaram nos EUA e na Europa no século 19
  • Primeira convenção internacional sobre drogas foi organizada por um bispo católico americano
  • Lei seca americana - Em 1920, o movimento pela temperança
  • Na década de 1950, o LSD era usado por psiquiatras para ajudar em sessões de terapia
  • No início da década de 1980, o ecstasy era usado legalmente em terapias de casais

Vocês sabiam disso???

Pois bem, essa obra nos mostra 192 fotos, 57 ilustrações e detalhes sobre as drogas mais usadas no mundo, contendo assim 383 páginas. E, como não podia ficar de fora, a nossa querida, talentosíssima e, ex-drogada, - porque ela já não está mais entre nós - Amy Winehouse, que foi citada, juntamente com o Timothy Leary, que, para quem não sabe, ele é o "apóstolo do LSD" e, segundo Richard Nixon: "O homem mais perigoso dos EUA."

Eu simplesmente AMEI esse livro e, sem dúvidas, vai dar o que falar! Por mim, eu ficaria fazendo essa resenha de todos os tópicos/capítulos, mas vai rolar spoiler. Portanto, LEIAM! 

22 comentários:

  1. Um livro interessante. EU sou a favor a descriminalização das drogas. E acho ótimo o livro tratar das drogas de uma forma bastante abrangente. Quem sabe futuramente eu leia esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Caramba, que interessante!
    E apesar de não ser das minha leituras prediletas, é preciso!
    Beijos, gostei demais ;)
    Sou contra as drogas, não podemos aceitar...assim como muitas coisas.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, muito legal este livro Wanessa, amei a dica!! Bjokas

    ResponderExcluir
  4. Bom dia,

    Não conhecia esse livro e achei interessante, aborda um assunto importante e necessário...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi,

    não conhecia o livro, mas parece bem interessante. As drogas são um assunto bem atual que não podemos ignorar!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do livro. Quando eu tiver oportunidade, com certeza comprarei. Sou a favor da legalização da maconha, apenas. As demais causam danos irreversíveis à sociedade.
    Bjs
    Zilda
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante mesmo, pra quem tá fazendo pesquisa, conhece alguém com problemas com drogas (o que está cada vez mais comum, infelizmente) ou deseja trabalhar com algo relacionado é perfeito!

    Amei as curiosidades também. LSD pra uso psiquiátrico... Que coisa!

    Bom, você esteve num dos meus blog, mas meu blog ativo mesmo é esse: de Dai para Isie .

    Beijocas, flor. Estou seguindo, viu?

    Isie Fernandes.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Fiquei super interessado no livro. Adoro conhecer mais sobre variados assuntos.
    Amei a resenha.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  9. é um tema bem controverso, o maior problema das drogas é a dependência e não só quem consome drogas ilícitas sofre as consequências, álcool e cigarros também podem causar danos irreversíveis e são perfeitamente lícitos.

    ResponderExcluir
  10. Oie...Ainda não conhecia esse almanaque, parece ser bem interessante...Ótima dica.

    xoxo
    http://foolishhappy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro, mas creio que não é o meu tipo de leitura.

    Beijos,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  12. Oi flor! Parabéns pela resenha! Saudade =D

    www.falandodelivros.com

    ResponderExcluir
  13. Ótima resenha!
    http://nicole-falaserio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha. E esse livro parece ser muito bom! Fiquei curiosa.
    Beijão.

    ResponderExcluir
  15. Parece ser bem interessante ;)

    beijos ;*
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  16. Wanessa querida passei para te desejar um final de semana cheio de paz, amor, que Deus se faça presente em todo o seu ser.

    ResponderExcluir
  17. Parece interessante, mas não é o meu tipo de leitura rs :)

    www.blogmundodamoda.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Dan, obrigada!
    Saudade de você também. Quando quiser voltar ao Rio me avisa, dai você fica aqui em casa!

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Adoramos seu post!!! Super legal!!! Beijinhos do TC.

    ResponderExcluir
  20. Preciosa é a sua vida para o Senhor Deus e também para nós, irmãos, visitantes e leitores deste magnífico espaço.
    Que o Senhor Jesus te abençoe e te guarde.
    E que, não lhe falte inspiração para postar mensagens que nos encha de paz, alegria e amor.

    Excelente seu post, tem um selinho para você no meu blog, encontra-se no rodapé da página.
    ESTE BLOG É VALIOSO.
    Passa lá e pegue...

    Em Cristo,
    Lucy
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/


    Visit também:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/
    Blog de um irmão muito querido.
    Acesse e confira.

    ResponderExcluir
  21. Nossa, que interessante! Estudei sobre as drogas psicoativas esse semestre na faculdade e me interessei bastante pelo assunto.. vou procurar esse livro!

    Beijos, Milena.
    Livros na Cabeça

    ResponderExcluir
  22. Interessante (:
    www.modinhamodao.blogspot.com

    ResponderExcluir

O que você achou da postagem?