Resenha: Fábrica de Diplomas

Publicado originalmente sob o título de O analfabeto que passou no vestibular, Fábrica de diplomas é o primeiro livro da trilogia do campus, composta, na sequência, pelos romances O marido perfeito mora ao lado e O verso do cartão de embarque, que acaba de ser lançado. A série apresenta como cenário o caos no meio universitário brasileiro e um personagem recorrente, o professor Antonio Pastoriza. Nesta nova edição, Felipe mudou alguns detalhes, para deixar a trama ainda mais dinâmica. Fábrica de diplomas é uma envolvente história de suspense que tem como cenário a conturbada (e pouco explorada) realidade dos universitários brasileiros, divididos entre livros, amores impossíveis e festas regadas a drogas e álcool. Uma estudante de farmácia é baleada no campus de uma faculdade durante o intervalo das aulas.
O psicanalista Antonio Pastoriza é chamado pelo reitor para investigar o crime e descobre a participação de um estranho personagem, que, apesar de ser analfabeto, acaba de passar no vestibular. Atormentado por dúvidas sobre os métodos utilizados pela profissão que escolheu, Pastoriza reencontra uma ex-namorada, envolve-se numa disputa pessoal com o chefe de polícia e se vê no meio da guerra entre milícias e ensino superior no país e a disputa comercial por alunos/clientes entre as instituições privadas, reforçada pela chegada de inescrupulosos traficantes pelo controle de uma nova droga sintética produzida no laboratório de farmácia da universidade. E precisa descobrir a identidade do misterioso Doutor, um bandido cujo rosto nunca foi visto por ninguém. No curso das investigações, o psicanalista percebe a decadência do investidores estrangeiros, interessados em participar do nosso milionário mercado da educação.

Esse livro é surpreendentemente maravilhoso e te prende do começo ao fim. Felipe Pena, soube exatamente como dosar a linguagem, sendo assim, de fácil entendimento. Quanto aos personagens, foram super bem desenvolvidos e de suma importância no decorrer da estória.
O autor tem como característica, adicionar em suas obras um pouco da realidade sem ter que deixar de lado a imaginação, um exemplo dessa citação é a corrupção no mundo da educação.

No desfecho da estória, surgem tramóias de políticos bandidos que estão em frente a faculdade - esse foi um dos pontos no qual me chocou. E outra coisa impactante foi o Analfabeto que passou no vestibular, isso demonstra que eles estão mais preocupado quanto ao número e não à qualidade, sendo assim, quanto mais alunos eles admitirem, mais lucro terão. O livro mostra ao leitor diversos fatos que estão acontecendo no mundo atual: extorsão, policiais corruptos, etc.
Essa é uma ótima dica de livro de ação e mistérios, e ainda por cima brasileiro. Sem dúvidas, vocês também irão se surpreender com o Fábrica de Diplomas!

Leia o Primeiro Capítulo online!

Adquira já o seu exemplar!
·         Saraiva

Saiba mais sobre o autor

Felipe Pena é Doutor em Literatura pela PUC-Rio, com pós-doutorado pela Universidade de Paris/Sorbonne III. Foi repórter da TV Manchete, comentarista da TVE-Brasil e sub-reitor da Unesa. Autor de vários livros na área acadêmica, Felipe também é psicólogo e leciona no Doutorado em Comunicação da Universidade Federal Fluminense.

14 comentários:

  1. O titulo é bem sugestivo e sua resenha animada. Quem sabe um dia eu leia esse livro ") Otima resenha.

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o título, mas gosto de narrativas que te prendam a história, e que deixem ela fluir.
    Quem sabe, posso começar a procurá-lo nas livrarias. =D

    Mateus Lins,
    http://curiosoinovador.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oie linda, to passando aki pra te desejar um otimo domingo.
    Bjs
    http://olhardemanu.blogspot.com/
    Twitter: @manuka_mn

    ResponderExcluir
  4. Wanessa,
    Conhecendo você... e saboreando seus posts! Como sou devoradora de livros e leituras diversas, encontrei um ótimo paradeiro! Ótimas indicações de leitura! Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha, deve ser muito bom mesmo, infelizmente pelo que li, mostra bastante da realidade das instituições brasileiras.... Adorei o post!!! Bjokas:)
    www.coqueluxos.com

    ResponderExcluir
  6. Nossa que legal, pela resenha esse livro deve ser muito bom, e diferente! To precisando ler uns livros diferentes! XD

    ResponderExcluir
  7. Nunca tinha ouvido falar do autor ou da série Wanessa. É verdade que a realidade dos universitários brasileiros é pouco trabalhada no mercado em geral, principalmente no editorial, mas é bom saber que estão trabalhando para isso mudar. Achei muito interessante isso do analfabeto passar no vestibular, é suspeito ao ponto de transpirar "aí tem hein", haha. A sinopse mexeu mesmo com a minha curiosidade, fiquei muito afim de ler *marcando no Skoob para não esquecer*. É ótimo saber que temos autores brilhantes assim em nosso país, parabéns pela opinião Wanessa. Um beijo!

    ;* Livros, Letras e Metas

    ResponderExcluir
  8. Um livro bem realista.
    Parabéns pela resenha!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Poxa, não conhecia nem o autor nem o título, mas a história parece interessante... Não sei se o lerei, mas fica a dica né!? Ahhh, ótima resenha!
    Bjos e sucesso
    Lilo
    Redenção

    ResponderExcluir
  10. ...hum gostei da resenha do livro, não o conhecia...
    Att.,
    Luks

    ResponderExcluir
  11. adoro ler,e gosto muito de narrativa,principalmente aquelas que falam da realidade.
    deve ser um livro muito interessante,e com certeza seria um ótimo presente de natal.
    bom domingo flor.

    bacione

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha, o novo lay tá lindo...abraços
    http://adpiagge.blogspot.com/
    Não esquece que tem promo valendo 6 livros da editora Movo Conceito lá no blog
    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Sendo filha de escritor, e ... querendo dar meu pitaco sincero sobre a obra...vou ter que fazer uma crítica, na verdade parece um apelo de que Faculdade é ligada a drogas, orgias, mortes...

    Não... eu não fiz faculdade, tampouco sei como é la dentro, apenas já segui meu pai em diversas palestras, mas penso que a faculdade seja um lugar de crescimento, edificação da moral e do caráter, bem como a formação de cidadãos que vão formar o seio da nossa cidade, não gosto de ver desta forma, como uma fabrica de diplomas, mas sim como formador de profissionais.

    (Claro que há exceções como esse ultimo caso nos noticiários) Mas, como posso incentivar minha filha a ter uma profissão se vejo que o lugar pra ela se formar é somente ligado a coisas ruins...

    A sua resenha sobre o livro foi perfeita e me transportou para ele, por isso pude me expressar bem.

    Beijos
    Lucy

    ResponderExcluir
  14. Boa noite,
    Não conhecia o livro e nem o autor do mesmo, gostei muito da resenha e fiquei curioso.

    Abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

O que você achou da postagem?